Juventude, Cultura e Desporto

JUVENTUDE

Casa da Juventude Centro-Juvenil-de-Figueira Centro Juvenil de Cascabulho Centro Comunitário da Calheta

CULTURA

Loja de Artesanato do Forte de S.José Forte de S.José Reabilitado Centro de Artesanato da Calheta Área envolvente do Forte S.José

DESPORTO

Cultura

A cultura é, nos dias de hoje, cada vez mais um factor de união e afirmação da identidade de um povo.

As suas diferentes vertentes (música, teatro, artesanato, pintura, dança, etc) e numerosos agentes envolvidos faz dela um dos sectores que exigem dos responsáveis políticos uma atenção redobrada, pois mexe com a identidade de um povo e com a economia de um país, ilha, concelho ou região.

Neste sentido, a nossa aposta tem abrangido a criação de condições para que, juntos dos agentes culturais, possamos potencializar o talento e a criatividade que existe na ilha.

A nossa visão para a área cultural é abrangente. Abarca uma partilha de responsabilidades entre o sector público (Câmara e Governo) e o sector privado (agentes culturais) por forma a explorar as potencialidades dos maienses na área cultural.

Assim, no rol das intervenções na área cultural podemos destacar:

  • – Apoio aos artesãos na realização dos trabalhos e na exposição do artesanato local;
  • – Valorização do Forte S. José;
  • – Apoio às iniciativas culturais de indivíduos e de grupos, como sejam o evento “Voz das Ilhas” e a “Gala dos Pequenos Cantores” e outros eventos de carácter local;
  • – Valorização do Complexo Cultural de Forte S.José;
  • – Construção, equipamento e entrada em funcionamento de uma sala de exposições nas proximidades do Forte S. José;
  • – Formação de artesãos, em parceria com a AECID e executada pelo Atelier Mar;
  • – Conclusão, equipamento e entrada em funcionamento da Oficina de Artesanato da Calheta;
  • – Apoio técnico aos centros de artesanato da Calheta e Cerâmica do Morro;
  • – Apoio financeiro e material à rádio comunitária local;
  • – Apoio na organização dos Carnavais;
  • – Participação em Fóruns Nacionais da Cultura;
  • – Participação no Atelier Plano de Gestão da Cidade Velha, realizado pelo Instituto Investigação e do Património Cultural (IIPC);
  • – Valorização de habitações tradicionais cobertas de telha;
  • – Realização anual do evento “Semana do Teatro”, no mês de Março, com sessões de formação e espectáculos;
  • – Patrocínio das festas religiosas/populares no Concelho;
  • – Apoio na organização de actividades culturais durante a realização das festas religiosas/populares;
  • – Organização das Festas do Município;
  • – Organização de Rádios-Praça;
  • – Feiras Culturais com participação massiva dos artistas do concelho;
  • – Promoção de concursos de vozes e dança;
  • – Apoio à realização do evento “Miss Maio”;
  • – Realização anual de actividades culturais durante o Programa de Verão;
  • – Apoio na recuperação do património cultural e natural a nível do Concelho, em parceria com a Habitáfrica;
  • – Realização do Festival de Beach Rotcha;
  • – Valorização das Salinas do Porto Inglês com painéis temáticos;
  • – Participações no evento Atlantic Music Expo (AME) na Cidade da Praia, com stands de promoção da ilha;
  • – Apoio na reabilitação do Largo da Capela de Santo António;
  • – Aquisição de equipamentos para apetrecho da nova Biblioteca Municipal com o apoio da Câmara Municipal de Arraiolos (Portugal);
  • – Catalogação de todos os grupos culturais da ilha;
  • – Promoção do empreendedorismo cultural.

DESPORTO

O Desporto é uma das bandeiras que contribuem para a afirmação da identidade de um povo.

A autarquia elegeu, para o mandato 2012-2016, a criação de bases a nível de infra-estruturas e aposta na formação inicial nas mais diversas modalidades, incluindo o desporto de praia, como medidas essenciais para o desenvolvimento harmonioso e sustentável do desporto maiense.

Nessa senda a ilha encontra-se bem apetrechada em termos de infra-estruturas desportivas, com polivalentes ou placas desportivas na maioria dos povoados e há inequívoca aposta autárquica na formação ou nos incentivos formativos, abrangendo modalidades como andebol, basquetebol, voleibol, futebol, entre outros.

Por outro lado, a Câmara Municipal normalmente apoia financeiramente e disponibiliza transportes para todos os clubes, grupos e iniciativas desportivas na ilha, seja nas mais variadas modalidades.

No âmbito da gestão das infra-estruturas e do desenvolvimento de algumas modalidades, a autarquia tem também em vigor vários protocolos assinados com clubes, associações e escolas em algumas localidades da ilha.

A nível de organização, a ilha do Maio acolheu o Dia do Desporto Cabo-Verdiano, em Novembro de 2013, numa parceria conjunta do Pelouro de Desporto, da Delegação do Ministério da Educação e Desporto e a Direcção-Geral do Desporto, evento no qual foram realizadas competições em algumas modalidades nacionais como atletismo e ciclismo, e regionais como natação, vólei de praia, andebol, mass volei, kid athletic, e ainda um encontro de reflexão com todos os agentes desportivos da ilha, no qual contamos com a honrosa presença do então Director-Geral dos Desportos, Senhor Inácio Carvalho.

A autarquia ainda reconhece o mérito de agentes desportivos, seja a nível nacional ou internacional. Neste contexto, homenageámos os Onze Unidos pela conquista da Taça de Cabo Verde, árbitros maienses que apitaram a final do campeonato de Cabo Verde em 2013 e o atleta Edy Walter Tavares pelo seu ingresso no NBA.

Back to Top